10/07/2012

Fazer de cão o tanas.

Ela estava triste, já não estavam à muito tempo juntos, ela tinha saudades da sua voz, tinha saudades dele, e queria que ele lhe ligasse.
Já era noite, o amigo tinha ido dormir lá a casa, e ele não queria ser 'chunga', deixar o amigo para falar com ela ao telemóvel.
Ela ficou ainda mais triste, e começou a chorar. Não sabia bem porque mas não gostou do que ele tinha dito. Ele percebeu que ela estava mal, muito mal.


Amigo: Lá vais fazer de cão...
Ele: Eu não me importo, se se gosta muito de alguém como eu gosto, isso não interessa nada! E mesmo que seja, é sinal que a amo*
Amigo: É verdade...

Ele ligou*

3 comentários: